Alexandre de Moraes pede vista e adia o julgamento pelo STF do direito dos indígenas de ocuparem suas terras originais

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, pediu nesta quarta-feira vista da ação que julga a eventual adoção do marco temporal das terras indígenas.

O pedido de Moraes, que não tem prazo para devolver o caso para julgamento, ocorreu nesta tarde logo após o voto do ministro Nunes Marques.

Nunes Marques deu um voto a favor da adoção do marco temporal, vale dizer, contra os indígenas, empatando no momento o julgamento. Antes dele, o relator da ação, Edson Fachin, havia votado contra a adoção da medida.