Luciano Hang é acusado de calote de R$ 824 mil no aluguel de um terreno em Blumenau

Última atualização:

Está em andamento no Tribunal de Justiça de Santa Catarina desde segunda-feira uma ação de execução contra a Havan, cujo dono é Luciano hang, o grande entusiasta do bolsonarismo e de sua política econômica.

É que Hang, também réu no processo, está devendo R$ 824.120,38 sobre os aluguéis de um terreno em Blumenau, no interior de Santa Catarina. Segundo a empresa F.M.G. S/A, a Havan alugou um terreno com mais de 15 mil m² para construção de uma loja. O contrato entre as partes tem duração de 25 anos.

A nota é de Ancelmo Goes, do Globo.

Desde outubro de 2021, quando passaram a ser cobrados os aluguéis, a Havan não tem honrado o compromisso firmado, segundo os proprietários do terreno. Somados o valor do aluguel, além dos juros aplicados, a dívida chega aos R$ 824.120,38 pedidos na execução.

Os advogados da F.M.G. S/A pedem a expedição de mandado de penhora para receber o valor devido, após não terem resposta da empresa para dar fim a questão sem envolver a Justiça. O caso está na Vara Comercial da Comarca de Brusque.