Bolsa tem queda de 3,39 com variante sul-africana, e dólar vai a R$ 5,66; aéreas despencam

Maiores baixas estão entre as empresas do setor de aviação e turismo, que caem mais de 10%. Temor é que cepa afete a economia global e o mercado de viagens

Última atualização:

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores, recua 3,39%, aos 102.225 pontos nesta sexta-feira, acompanhando o movimento de queda generalizada dos mercados globais devido ao surgimento danova variante da Covid-19. As companhias aéreas têm as maiores baixas, com o temor de que o avanço do vírus afete o turismo. A queda das ações da Gol supera 10%.

O dólar, por sua vez, tem valorização de 0,31%, negociado a R$ 5,5822, após atingir a máxima de R$ 5,6679 logo na abertura. E o Bitcoin despencou 20% em relação ao recorde do início do mês.

O comportamento dos investidores é semelhante ao que foi visto no início da pandemia, em março do ano passado. Eles saem de ativos de maior risco, como ações, e buscam posições mais seguras, como títulos da dívida e moedas de economias mais fortes.

O receio é que uma nova onda de Covid trave a recuperação econômica global. A nova variante, batizada de B.1.1529, está se espalhando rapidamente pela África do Sul. Também já foi detectada em Botswana, Hong Kong e Israel.

Os juros futuros se ajustaram em queda. Além da nova variante da Covid-19, as taxas seguiram influenciadas pelas declarações do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, sobre a busca da autoridade monetária em conter a inflação, mas de forma organizada.