Casamento de Lula e Janja, que seria restrito, já tem cerca de 150 convidados, mas o local é segredo absoluto

Casal teve que ser mais flexível para não deixar de fora parentes próximos, amigos e funcionários de Lula

Janja e Lula

O casamento do ex-presidente Lula (PT) com a socióloga Rosângela da Silva, a Janja, marcado para a próxima quarta-feira (18) não para de crescer e já tem mais de 150 convidados.

Inicialmente prevista para ser uma cerimônia super restrita, o casal teve que ser mais flexível para não deixar de fora parentes próximos e amigos. Só da família do ex-presidente são 30 nomes. 

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, funcionários, inclusive, serão dispensados do trabalho para que possam comparecer à celebração. A ideia de Janja é que Seguranças que convivem diariamente com o casal e funcionários estejam na lista como convidados.

Além das famílias, a lista é composta por convidados ilustres que Lula e Janja classificaram como amigos de ambos. Chico Buarque e sua mulher, Carol Proner, por exemplo, foram convidados. Gilberto Gil e Flora Gil também, bem como Daniela Mercury e Malu Verçosa.

“Políticos que têm relação com a família, ou que estão bem próximos do petista, foram incluídos. Entre eles estão a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o ex-governador do Piauí Wellington Dias, o senador Jaques Wagner, os deputados federais Rui Falcão e Alexandre Padilha, que é médico da família, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e sua mulher, Ana Estela, o deputado estadual Emídio de Souza e sua mulher, Gabriela Araújo, e Aloizio Mercadante. Geraldo Alckmin e a ex-primeira-dama de São Paulo, Lu Alckmin, também receberam convites”, diz o texto.

O local da festa, no entanto, é um segredo guardado a sete chaves, afirma a colunista. Nenhum convidado, nem os mais íntimos, sabem o local da cerimônia. A estratégia é uma tentativa de manter ao máximo a privacidade do casal e evitar uma cobertura da cerimônia pela imprensa.