Cláudio Castro autoriza Comando-Geral do Corpo de Bombeiros a pagar adicional de serviço aos guarda-vidas

Última atualização:

O governador Cláudio Castro autorizou o pagamento de Regime Adicional de Serviço (RAS) aos guarda-vidas do Corpo de Bombeiros, a partir deste sábado (23.10). O valor do serviço extra nas praias será de R$ 333, por um plantão de 12 horas, o que vai permitir um acréscimo de até R$ 2.664 por mês no salário. A iniciativa é uma demanda do Comandante Geral da corporação,  coronel Leandro Monteiro.

– Além de ser uma forma de agradecimento aos homens e mulheres que dedicam suas vidas a cuidar da população e dos turistas, o RAS é o reconhecimento de uma reivindicação dos guarda-vidas. O governo do estado está constantemente empenhado em fornecer remuneração e equipamentos dignos e, assim, qualificar ainda mais o serviço prestado – afirmou o governador.

A iniciativa atende ao aumento de demanda prevista com a chegada do verão e a retomada do turismo nas praias fluminenses. A segurança da orla do Rio de Janeiro será reforçada especialmente no interior, em cidades como Paraty, Angra dos Reis, Campos dos Goytacazes, Macaé, Cabo Frio que, assim como a capital fluminense, recebem um grande número de banhistas e turistas.

– Essa conquista mostra o compromisso do nosso comando e do governador Cláudio Castro com a nossa instituição centenária. É uma medida que valoriza os guarda-vidas e garante o reforço da segurança dos banhistas, que é a nossa prioridade. Estamos dedicados 24 horas por dia em garantir a excelência dos serviços prestados nos 92 municípios e nos 246 quilômetros do litoral fluminense – afirmou o secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do CBMERJ, Leandro Monteiro

As atividades de salvamentos marítimos receberam investimentos de mais de R$ 3,5 milhões para o Verão 2020/2021. Nesta sexta-feira (22.10), foram entregues 1.354 nadadeiras e equipamentos de proteção individual, mais de 40 mil fotoprotetores corporais e labiais, além da aquisição, no último ano, de 20 motos-aquáticas e quase 200 pranchões de salvamento. O Corpo de Bombeiros Militar já empenhou mais de R$ 67 milhões para aquisições complementares que estão em fase final de licitação.