‘Festa restrita’ de casamento de Lula e Janja já tem uma multidão de convidados. E vai crescer

A lista de casamento do ex-presidente Lula com a socióloga Rosângela da Silva, a Janja não para de crescer. A festa está marcada para o dia 18. Se a ideia inicial do casal era fazer uma cerimônia bem restrita, convidando apenas familiares e amigos que os dois têm em comum, a dificuldade de abrigar todas as pessoas muito próximas do petista exigiu um pouco mais de flexibilidade.

De cem nomes há algumas semanas, a lista já chega a quase 150 convidados — com chance de crescer.

As informações são de Mônica Bérgamo, da Folha.

As dificuldades de Lula ainda são grandes. Aos 74 anos, ele fez centenas de amigos ao longo da vida e de uma jornada política intensa.

Apenas a família dele terá cerca de 30 pessoas na festa – e isso porque somente os cinco filhos, com noras e genros, os oito netos, os irmãos e os cunhados foram chamados.

Os sobrinhos tiveram que ficar de fora, por absoluta incapacidade de disparar convites a todos em um formato de cerimônia restrita: Lula teve sete irmãos e tem dezenas de sobrinhos. Escolher quais dentre eles compareceriam à celebração criaria uma saia justa desnecessária.

Um dos critérios do casal foi incluir na lista pessoas que são consideradas igualmente amigas de Lula e de Janja. Chico Buarque e sua mulher Carol Proner, por exemplo, foram convidados. Gilberto Gil e Flora Gil também, bem como Daniela Mercury e Malu Verçosa.

Velhos amigos de Lula, como o advogado Roberto Teixeira e o ex-prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho, estão na apertada lista.

O advogado Cristiano Zanin e a mulher dele, Valeska, filha de Roberto Teixeira e afilhada de Lula, também foram chamados, bem como o advogado Mwrco Aurélio de Carvalho e sua mulher, Alessandra.

Políticos que têm relação com a família, ou que estão bem próximos do petista nessa fase da vida, foram incluídos. Entre eles estão a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o ex-governador do Piauí Wellington Dias, o senador Jaques Wagner, os deputados federais Rui Falcão e Alexandre Padilha, que é médico da família, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad e sua mulher, Ana Estela, o deputado estadual Emídio de Souza e sua mulher, Gabriela Araújo, e Aloizio Mercadante. Geraldo Alckmin e a ex-primeira-dama de São Paulo, Lu Alckmin, também receberam convites.

Janja fez questão de incluir na lista funcionários que trabalham com o ex-presidente.

Seguranças que convivem diariamente com o casal foram dispensados do trabalho e devem comparecer como convidados.

Nenhum dos convidados, nem mesmo os mais íntimos de Lula, sabe onde será a festa.

O horário só está sendo revelado agora — será às 19 horas. E mesmo assim, o segredo só foi quebrado por insistência de convidadas que queriam saber que roupa vestir e que maquiagem usar –se para o dia, mais suave, ou para uma festa noturna. Segundo uma delas, as mulheres precisavam da informação também para marcar horário no cabeleireiro.

Lula e Janja vão se arrumar em lugares separados, seguindo a tradição de cerimônias de casamentos católicos. Ela subirá ao altar usando um vestido da estilista Helô Rocha.

A benção deve ser dada por dom Angélico Sândalo Bernardino, que conhece Lula desde os anos 1970.