FHC assina manifesto pela democracia; “é hora de união”

Ex-presidente tucano diz que rompeu silêncio devido à gravidade do momento

Fernando Henrique Cardoso

A Carta pela democracia, manifesto organizado pela Faculdade de Direito da USP que já conta com cerca de 800 mil assinaturas, recebeu apoio de mais um ex-presidente da República, desta vez o tucano Fernando Henrique Cardoso. 

O ex-presidente declarou nesta sexta-feira (5) que decidiu romper o silêncio devido à “gravidade” do momento, e que a hora é de “união” em defesa da democracia, informa o jornal O Estado de São Paulo.

FHC justificou a assinatura do manifesto em rede social do instituto que leva seu nome: “Tomo a decisão, como cidadão, de assinar a Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito”.