Fux se prepara no ringue para enfrentar a crise institucional do País

Última atualização:

Ricardo Bruno

Os confrontos institucionais que inquietam a rotina dos poderes da República têm obrigado o presidente STF a aliviar as tensões intensificando os treinos de jiu-jitsu. Na tarde de domingo (23), Fux se dedicou a lutas com o campeão mundial Amaury Bitetti, considerado como o melhor faixa preta da década de 1990.

Acompanhado do filho Rodrigo, o ministro pugnou em combate por mais de duas horas, num exercício exaustivo para, certamente, pode prepará-lo para os confrontos que se prenunciam em Brasília, com a escalada da radicalização promovida por Jair Bolsonaro.

 Nas redes sociais, Bitetti postou fotos do combate. O treinador do ministro lutou MMA e participava do UFC.  Mais tardem, Amaury se tornaria  promotor de MMA de sucesso liderando a organização “Bitetti Combat”.

Faixa vermelha e branca, Fux precisa de apenas mais um grau para chegar à mais alta graduação no esporte