Lula dá inicio a maratona de encontros com empresários de todos os setores da economia

 Após apresentação das diretrizes de seu plano de governo, o ex-presidente Lula planeja intensificar agenda de encontros com o empresariado.

Um jantar está pré-agendado para terça-feira (28).

Mantida em sigilo, a lista de convidados inclui, por exemplo, nomes do setor financeiro, de saúde, farmacêutica e transporte aéreo.

Dois dias antes, no domingo (26), Lula e o vice de sua chapa, o ex-governador Geraldo Alckmin participarão de jantar em um restaurante no Itaim Bibi, zona nobre de São Paulo.

Organizado pelo Grupo Prerrogativas, o evento contará com cerca de 130 comensais, entre eles empresários e advogados.

Assim como Jair Bolsonaro (PL) e o pedetista Ciro Gomes, Lula foi convidado para um encontro organizado pelo Grupo Esfera, que reuniria cerca de 50 empresários.

Lula e Ciro já manifestaram interesse em participar. Bolsonaro ainda não deu resposta.

Na segunda-feira (20), Lula se reuniu com empresários na casa do fundador do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa), o engenheiro e economista Cláudio Haddad.

À mesa, o presidente do conselho da administração do Itaú Unibanco, Pedro Moreira Salles, o presidente da Natura, Fábio Barbosa, e o presidente da rede Magazine Luiza, Frederico Trajano.

No dia seguinte, no lançamento de plataforma virtual para debate de propostas para um plano de governo, Lula mencionou o jantar de véspera.

“E eu, com muita falta de humildade, eu dizia [no encontro]: quem nesse país tem mais autoridade de recuperar esse país do que o Alckmin e eu?”, relatou.

Falando dele e de Alckmin, o petista acrescentou: “Ninguém nesse país tem os partidos e movimentos sociais apoiando nem a experiência gerencial que nós temos para cuidar da coisa pública. Nós não precisamos de tempo para aprender”.