Menina de 8 anos recebe título de ‘venerável’ do Vaticano e pode se tornar a primeira santa carioca

O título é um avanço no processo de beatificação de Odetinha, que começou em 2013

Odetinha contraiu tifo em 1939

Roma – O Papa Francisco concedeu, nesta quinta-feira, o título de venerável para a brasileira Odette Vidal Cardoso, conhecida como Odetinha, por suas virtudes heroicas. 

A informação foi confirmada pela Arquidiocese de São Sebastião do Rio. A menina morreu de meningite e febre tifoide aos 8 anos, no dia 25 de novembro de 1939, no Rio de Janeiro. 

O título é um avanço no processo de beatificação, que começou em 2013. Agora, o Vaticano precisa reconhecer pelo menos dois milagres atribuídos a Odetinha para que ela seja considerada santa. 

A notícia foi comemorada pelo arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta. Segundo o cardeal, ela era “uma menina que rezava, cuidava dos pobres, tinha grande preocupação pelos necessitados e que deixou esplêndidos exemplos”.

“Pedimos a Deus que cada vez mais homens e mulheres, jovens e adultos, adolescentes, crianças e idosos possam ser santificados nesta grande cidade.

Odetinha é a primeira venerável da nossa arquidiocese, nesta nossa cidade. E bendizemos a Deus que tantos outros sejam reconhecidos no seu caminho de santidade nesta cidade”, disse Dom Orani em entrevista ao site Vatican News.

O processo para Odetinha ser considerada santa começou em 2013, com uma missa celebrada na Igreja Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado.

Dois anos depois, o Tribunal Eclesiástico da arquidiocese do Rio enviou para o Vaticano a documentação sobre a menina e recebeu parecer favorável pela Congregação da Causa dos Santos, em 2016. Para ser beatificada, é preciso que o Vaticano reconheça pelo menos dois milagres atribuídos ao venerável.