Polícia Federal resgata marinheiros trabalhando em regime de escravidão na Baía de Guanabara

Divulgação Polícia Federal
Última atualização:

A Polícia Federal (PF) resgatou na manhã desta segunda-feira (22) dois marinheiros que viviam em situação análoga à escravidão em um navio fundeado na Baía de Guanabara, no Rio.

A PF não informou a identidade do proprietário da embarcação.

Os trabalhadores foram conduzidos por auditores do trabalho até a sede da instituição, onde foram ouvidos. Os homens estão alocados em hotéis, onde devem aguardar demais providências.

A empresa responsável pela embarcação será autuada pela fiscalização do trabalho, que irá remeter um relatório de fiscalização à PF para instauração de inquérito policial.

A ação desta segunda (22) foi coordenada pela DELINST/RJ, com o apoio do Núcleo Especial de Polícia Marítima da PF/RJ (NEPOM/GPI).