Por birra, Bolsonaro diz que é contra o carnaval no ano que vem e deturpa decisão do STF sobre quem deve combater a Covid19

VIGÁRIO GERAL CRITICOU BOLSONARO EM SEU DESFILE

O presidente Jair Blsonaro disse ontem (25) que é contra a realização de carnaval no Brasil no ano que vem.

“Por mim, não teria Carnaval, mas tem um detalhe, quem decide não sou eu. Segundo o STF, quem decide são governadores e prefeitos”, afirmou em entrevista à rádio Sociedade da Bahia.

Bolsonaro faz menção à decisão da corte, do ano passado, que garantiu aos gestores estaduais e municipais autonomia para decidir a respeito de medidas contra a Covid19.

O presidente usa de forma equivocada a decisão para alegar que ele não teria responsabilidade sobre a gestão do combate ao novo coronavírus.

Em julho deste ano, a conta oficial do STF no Twitter reafirmou que não impediu o governo de atuar. “O STF não proibiu o governo federal de agir na pandemia! Uma mentira contada mil vezes não vira verdade”, afirmou no Twitter.

Apesar de ter dito ser contrário à realização do Carnaval, por causa do vírus, o presidente criticou, na entrevista à rádio baiana, medidas de isolamento e disse que, se houver mais lockdown no país, vai “quebrar a economia de vez”.