Propriedade centenária, Retiro dos Artistas é tombado pelo Governo do Estado: preservação da memória cultural do RJ

Casa centenária de abrigo para famosos passa a fazer parte de bens patrimoniais e culturais

Retiro dos Artistas
Última atualização:

Inaugurada em 13 de agosto de 1918, a Casa dos Artistas, conhecida como Retiro dos Artistas, tornou-se um bem tombado pelo estado nesta semana. A determinação foi publicada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), nesta quinta-feira (12/05), em Diário Oficial. A propriedade centenária fica localizada no bairro do Pechincha, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com a diretora do Inepac, Ana Cristina Carvalho, o ato do tombamento é de vital importância para a preservação e manutenção da memória fluminense.

– O Retiro dos Artistas é um dos elementos que constituem a identidade e história da classe proletária artística no Rio de Janeiro. Nossa equipe tem trabalhado com o objetivo de reafirmar os papéis de proteção e de fiscalização conferidos legalmente ao Instituto – ressalta Ana Cristina.

Atualmente, o espaço atende 50 residentes. Para a administradora do Retiro dos Artistas, Cida Cabral, o ato do tombamento vai auxiliar no desenvolvimento de projetos que possam ampliar as atividades no local.

– A gente já vinha nessa luta há algum tempo, sempre esbarrando em algumas dificuldades. Esta notícia não poderia ser melhor. É muito importante, pois agora temos garantias para revitalizar o Casarão e podemos dar sequência, com mais tranquilidade, ao processo de melhorias do nosso espaço – conta Cida.

O tombamento contempla o teatro e as casas presentes dentro da propriedade, não permitindo que futuras construções ultrapassem a altura de dois pavimentos ou oito metros.

História

Oficialmente fundada em 13 de agosto de 1918, no Teatro Trianon, por 68 profissionais, o grupo se reuniu pela primeira vez, para eleger a sua diretoria, em 19 de agosto de 1918, com a presença de 133 artistas, no velho Cine Teatro Pathé. A data oficial da fundação passou a ser no dia 24 de agosto, em homenagem ao ator João Caetano, que morreu nesta data, quando também comemora-se o Dia do Artista.

Com o passar do tempo, a Casa passou a realizar apenas trabalhos assistenciais e transformou-se no Retiro dos Artistas. A nova instituição focou o investimento na qualidade do atendimento, oferecendo aulas de yoga, fisioterapia, tratamentos odontológicos, salão de beleza, hidroginástica, teatro, dança, cinema, desenvolvimento de trabalhos cognitivos e psicólogos.

Quem quiser doar roupas, móveis ou outros itens, a direção do Retiro dos Artistas realiza a retirada na residência da pessoa ou empresa. Doações em dinheiro também podem ser realizadas pelo site da instituição.

Em janeiro de 2020, a Secretaria realizou uma grande ação no Retiro dos Artistas, com a doação de cerca de 100 livros e 50 filmes. A iniciativa teve como objetivo garantir o fomento à cultura para quem sempre proporcionou entretenimento durante toda a vida.

* Comunicação do governo do Estado do Rio de Janeiro