Em Angra dos Reis, Rodrigo Neves debate com metalúrgicos a retomada da indústria naval

"É inadmissível ver a decadência de um setor que uma década atrás era pujante, que em cidades como Angra dos Reis, Niterói e São Gonçalo gerava milhares de empregos".afirmou o pré-candidato do PDT

Última atualização:

A reestruturação econômica e social do estado do Rio de Janeiro foi tema dos encontros realizados pelo pré-candidato a Governador do Rio de Janeiro pelo PDT, Rodrigo Neves, nesta quarta-feira, dia 22, na cidade de Angra dos Reis.

Depois de conceder entrevistas para a imprensa local, Neves se reuniu com a direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Angra dos Reis, Rio Claro, Mangaratiba e Paraty. A presidente do sindicato, Cristiane Marcolino, entregou ao pedetista uma carta com demandas do setor, que foi acolhida pelo pré-candidato.

“Conheço muito bem o setor metalúrgico da Indústria Naval. Desde a juventude sempre apoiei e fui apoiado pelos sindicatos da categoria. Na Alerj, quando fui deputado, criei e presidi a Frente Parlamentar da Indústria Naval, que ajudou muito na luta para garantir a contratação de conteúdo nacional no setor. É inadmissível ver a decadência de um setor que uma década atrás era pujante, que em cidades como Angra dos Reis, Niterói e São Gonçalo gerava milhares de empregos. É preciso trabalhar forte na retomada do setor, criando um programa de desenvolvimento. A retomada econômica do nosso estado passa pela recuperação da indústria de metalurgia”, avaliou Rodrigo Neves.

Em seguida Rodrigo Neves se reuniu com comerciantes da cidade na sede do Sindicato do Comércio Varejista de Angra dos Reis, onde foi recebido pelo presidente José Essiomar  e pela diretoria sindical.

Aos comerciantes, Rodrigo Neves contou sobre o programa criado em apoio ao setor em Niterói, durante a pandemia, quando era prefeito da cidade. Também falou sobre a modernização da gestão pública no atendimento às empresas da cidade e sobre a necessidade de revisão da carga tributária.

“A maior parte dos empregos do nosso estado está nos setores de Comércio e Serviços, e também a maior parte da arrecadação dos municípios. Em Niterói , com planejamento e boa gestão, reduzimos a carga tributária, atraímos investimentos e conseguimos aumentar a arrecadação. A administração pública precisa estar atenta e alinhada às demandas das empresas de todos os tamanhos, pequenas, médias e grandes, porque elas são sinônimo de oportunidade de trabalho”, afirmou Neves.

À noite Rodrigo Neves participou de uma reunião plenária organizada pelo PDT de Angra dos Reis no Centro da cidade, onde falou sobre políticas públicas para reerguer a economia do estado.

“No estado do Rio de Janeiro inteiro, inclusive em Angra dos Reis, Paraty e Mangaratiba, faltam politicas públicas para geração de empregos. Essa região tem um potencial econômico enorme no turismo, na gastronomia, na hotelaria e na metalurgia. É preciso retomar os investimentos públicos, incentivar a  empregabilidade e a formação profissional para a juventude. O Rio de Janeiro tem tudo para ser o melhor lugar para viver, só falta gestão pública eficiente, transparente e que tenha compromisso com o povo”.